perguntas
frequentes

Sobre Produtos
  • Sou nutricionista e gostaria de receber uma amostra. Como devo proceder?

    Em nosso site, no rodapé da página á direita está a seção “Profissionais de Saúde”, clique no link para efetuar o seu cadastro e receber demais informações sobre nossos produtos.

  • Desejo efetuar uma compra mas o produto de meu interesse não está disponível. O que devo fazer?

    Na página do produto clique em “Avise- me quando estiver disponível” e quando o estoque do produto for reabastecido, você receberá uma notificação por e-mail.

Dúvidas gerais
  • Adoçante faz mal?

    Não. Os adoçantes, diferentemente dos açúcares, oferecem o sabor adocicado aos alimentos sem a possibilidade de aumentar a glicemia e podem fornecer nenhuma ou valores reduzidos de calorias enquanto nos deliciamos.
    Dentro da categoria, existem vários tipos de adoçantes naturais e artificiais para todos os tipos de paladares, e você pode escolher o seu preferido. Entre os mais consumidos se destacam os adoçantes naturais, como stevia e xilitol, que estimulam a saudabilidade, e a sucralose que se destaca pelo doce sabor sem residual.

  • Adoçantes são seguros?

    Sim. A aprovação de um adoçante é feita por uma comissão de especialistas da Organização Mundial de Saúde (OMS), com base em pareceres técnicos que são realizados a partir de estudos clínicos. Por isso, para um adoçante ser liberado no mercado, ele precisa ser testado e estudado por muitos anos. Nós, da Linea, atestamos e destacamos nossas certificações *aqui no site* (Acho que aqui vale realizar um hiperlink puxando para aqueles PDFs dos estudos e certificados que a marca possui).

  • Grávidas podem consumir adoçantes?

    Sim. A gravidez é uma fase que merece uma atenção especial da futura mamãe, principalmente quando pensamos na alimentação e no controle de peso. Por isso, os adoçantes podem beneficiar gestantes durante este período, sobretudo para àquelas que estão engordando além do recomendado, ou as que iniciaram a gestação acima do peso e, especialmente, as grávidas que apresentam glicemia elevada.
    É importante que qualquer mudança alimentar, incluindo os adoçantes, sejam realizadas por indicação de profissionais da saúde ou especialistas, como os médicos ou nutricionistas, pois o controle de peso deve estar sempre associado à uma alimentação equilibrada.

  • Crianças podem consumir adoçantes?

    Sim. No caso de crianças com doenças restritivas, como o diabetes, o adoçante é uma das possibilidades indicativas do consumo necessário de doces e similares. Entretanto, para crianças com excesso de peso, é recomendado que tenha o acompanhamento médico para a reeducação alimentar. Pois os adoçantes têm o potencial de diminuir o consumo total de calorias e de carboidratos quando substituem o açúcar, e quando crianças precisamos de uma série de nutrientes para nos desenvolver de forma saudável. Desta forma, é aconselhável que qualquer alteração ou restrição alimentar, seja feita por um especialista para garantir o bem-estar e o consumo nutritivo diário da criança.

  • Adoçantes engordam?

    Não. O gosto pelo sabor doce é universal e todos sabemos que ele traz uma sensação incrível de bem-estar, e por isso indagaram a possibilidade de que adoçantes aumentariam o apetite. Porém, não há evidências científicas que comprovam essa teoria disponíveis atualmente.

  • Adoçante causa câncer?

    Não há evidências científicas que relacionem o consumo de adoçantes ao aparecimento de câncer. Esse mito do adoçante maligno surgiu no meado dos anos 1970, com um estudo laboratorial realizado em ratos. Onde os roedores ingeriam doses elevadíssimas de sacarina (o equivalente a um ser-humano beber 700 latas de refrigerante com adoçante por dia) e eles apresentaram um leve aumento de incidência de câncer na bexiga.
    Na época, o governo americano encomendou novos estudos e, posteriormente, todos comprovaram que o fenômeno não se aplica a humanos, somente ao organismo de ratos. Acredita-se que o sódio presente na sacarina, potencializado nestas altas doses, possa ter causado a irritabilidade na bexiga dos roedores causando a alteração e, futuramente, a anomalia. Após os esclarecimentos nos estudos clínicos, o adoçante foi e é liberado para uso.

EIC DO BRASIL IND. E COM DE ALIMENTOS S/A / CNPJ: 05.207.076/0002-97 / Endereço: Rua VPR 01 S/N – Módulo 03 e 04 – Quadra 02B, na cidade de Anápolis, GO / Atendimento: 0800 722 7546

Produto adicionado ao carrinho com sucesso!

Para descobrir seu CEP digite seu endereço abaixo

*Digite seu endereço sem número do logradouro e evitando abreviações (como Av. R.)

Espere um instante