Aprenda a tratar o intestino preso

Intestino preso é um dos problemas que mais afetam a qualidade de vida; por essa razão, tratar desta doença é a chance de recuperar uma digestão de qualidade. Conheça todas as dicas para evitar este problema!

Intestino preso
Autor Linea Alimentos

Data sexta-feira, julho 06 de 2018

Compartilhe

O processo de digestão inicia-se na boca, com a mastigação e a mistura dos alimentos a saliva. Após ser engolido, chega ao estômago, onde recebe o suco gástrico e passa por leves triturações deste órgão. O alimento segue em direção ao intestino delgado, juntando-se à bile (suco, produzido pelo fígado que contribui com a digestão das gorduras) e ao suco pancreático (produzido pelos pâncreas, que atua na digestão dos amidos e açúcares. Nesta fase, se inicia o processo de absorção dos nutrientes, o que terminará com absorção de água e sais minerais no intestino grosso e na formação e eliminação das fezes.

É importantíssimo que este processo ocorra quase que diariamente, mas infelizmente muitas pessoas sofrem com a prisão de ventre. Segundo estimativas dos gastroenterologistas, a cada quatro pessoas que têm prisão de ventre, três são mulheres. Isso porque, quando se trata de intestino, as questões fisiológicas estão relacionadas às questões emocionais e comportamentais, como o stress, a ansiedade de uma viagem, ou segurar a vontade de ir ao banheiro, que é causa frequente de mal estar intestinal. Sem contar da dieta pobre em fibras, pouca água e com grandes intervalos entre uma refeição e outra.

Principais sintomas do intestino preso

  • Mal estar
  • Dores abdominais
  • Gases
  • Mau humor

Como tratar o intestino preso?

Primeiro, cuidado com a automedicação. Muitos produtos e chás têm ervas como o sene, que “irritam” a mucosa intestinal e o intestino passa a se contrair para expulsar o sene e com ele as fezes. A longo prazo esse mecanismo não resolve o problema. O mais importante é tratar a causa. Procure um médico, mas também, mude seus hábitos!

Hábitos que evitam o intestino preso

Mastigue melhor os alimentos: Assim você agilizará a sua digestão.

Organize os seus horários de refeição: Fazer intervalos pequenos de 3 a 4 horas promove maior estímulo ao intestino, afinal, o alimento que está no estômago vai se deslocar para o intestino e o conteúdo que já estava lá anteriormente será eliminado.

Aumente a sua hidratação: As fezes ressecadas são mais difíceis de serem transportadas. A recomendação é cerca de 35ml de água /kg de peso, distribuídos ao longo do dia.

Consuma vegetais e frutas diariamente: Pelo menos 3 unidades por dia. Troque os alimentos refinados por integrais, tipo, pães,  biscoitos, massas e arroz

Introduza iogurtes na sua rotina diária: Eles contém probióticos, como os  lactobacillus. Segundo a Organização de Saúde(OMS), probióticos são bactérias vivas que, quando consumidas em quantidades suficientes, têm efeitos benéficos à saúde intestinal.

Reduza o consumo de açúcares e doces: As bactérias fermentam o açúcar e aumentam a liberação de gases e consequente distensão abdominal.

Mexa-se:  A atividade física promove a contração dos músculos abdominais facilitando o transporte das fezes.

EIC DO BRASIL IND. E COM DE ALIMENTOS S/A / CNPJ: 05.207.076/0002-97 / Endereço: Rua VPR 01 S/N – Módulo 03 e 04 – Quadra 02B, na cidade de Anápolis, GO / Atendimento: 0800 722 7546

Produto adicionado ao carrinho com sucesso!

Para descobrir seu CEP digite seu endereço abaixo

*Digite seu endereço sem número do logradouro e evitando abreviações (como Av. R.)

Espere um instante